Cabo Espichel


Um canto do mundo recortado pela natureza crua do tempo e dos elementos

 

Explora

Se queres ter a experiência de andar por uma paisagem totalmente intocada pelo Homem, não procures mais: o Cabo Espichel está tão em bruto quanto uma costa pode estar. Mas dizer que estas antigas falésias não foram refinadas seria totalmente errado, já que atividades tectónicas e as forças das marés foram esculpindo as rochas ao longo de biliões de anos. A magnitude das falésias aparentemente imóveis que apontam para o Atlântico faz despertar o lado mais humilde de qualquer um, fazendo-te sentir bem pequenino ao lado deste marco intemporal.
 

Visitar o Cabo Espichel é uma experiência profunda – e não serás o único a sentir isto. Durante a Idade Média, aliás, o cabo estimulou a admiração divina de muitos dos seus visitantes. A lenda que deu origem à igreja, santuário e culto de Nossa Senhora do Cabo conta o milagre da visão de dois pescadores do século XIV: Maria a carregar Jesus, bebé, enquanto montava uma mula gigante que os levava falésia acima, no Cabo Espichel. Assim que se fez sol, ambos os pescadores dirigiram-se ao cabo, onde encontraram pegadas gigantes de uma mula!

 

Uma explicação um pouco mais científica, mas igualmente miraculosa, das pegadas gigantes é que estas pertenceram a uma manada de Saurópodes (dinossauros gigantes com um pescoço enorme) que passaram por aquela zona antes da formação das falésias, há 150 milhões de anos. Por isso, quer decidas seguir as pegadas dos peregrinos medievais em busca de um vislumbre divino de Maria, ou as pegadas das maiores criaturas que alguma vez andaram na Terra (Monumento Natural da Pedra da Mua), podes sempre contar com uma experiência em primeira mão do poder do intemporal Cabo Espichel. 

 

Como chegar lá

O cabo fica a uma hora de viagem de Lisboa, o que significa que é facilmente acessível de autocaravana. Há parques de estacionamento no mosteiro do Cabo Espichel (que também merece uma visita) e no farol.

Sesimbra, Portugal

 

Coordanadas GPS

37.1554° N, 7.6960° W

 

As falésias

Altura: 134 m

 

A levar

Essenciais: -

Extra: -

 

Indie insider

A não ser que estejas a planear fazer escalada, as pegadas de Pedra da Mua não são acessíveis. As pegadas do Monumento Natural dos Lagosteiros não são tão grandes como as dos Saurópodes, mas consegues chegar lá facilmente. E apesar de estas estarem separadas por apenas uma curta caminhada, as pegadas dos terópodes (semelhantes aos famosos velociraptor) são 50 milhões de anos mais novas.

Segue as sinaléticas para encontrares as pegadas.

 

 

Este site usa cookies. Saber mais